Introdução à O.T.O.

Fundada em 1904 na Alemanha com o objetivo de atuar como uma Academia para ma√ßons de altos graus, a Ordo Templi Orientis foi a primeira a aceitar como base filos√≥fica e m√≠stica a Lei de Thelema, tal como fora recebida por Crowley em 1904 e proclamada no Livro da Lei (Liber AL vel Legis). Disso resultou uma completa reestrutura√ß√£o organizacional, inici√°tica e filos√≥fica, que terminou por colocar a O.T.O. em uma estrada totalmente nova e desvinculada de todos os grupos de car√°ter ma√ß√īnico, rosacruz ou semelhantes; uma estrada norteada pela Lei do "Faze o que tu queres".

Esta Lei, ainda que utilizada por muitos como uma mera desculpa para licenciosidade e irresponsabilidade, √© justamente o oposto de tal comportamento. A Lei de Thelema √© o supremo chamado para que cada ser humano assuma para si a plena responsabilidade por sua vida, por cada uma de suas decis√Ķes e as consequ√™ncias delas, e ainda a responsabilidade por seu pr√≥prio autoconhecimento, rumo √† descoberta do objetivo central de sua exist√™ncia: a sua Verdadeira Vontade e a realiza√ß√£o deste objetivo. Esse √©, para o thelemita (seguidor da Lei de Thelema), o verdadeiro significado de Liberdade.

 

A Ordo Templi Orientis busca congregar em seu meio homens e mulheres que compartilhem tais objetivos, cada um com seu pr√≥prio m√©todo e vis√£o de caminho, buscando estabelecer n√ļcleos sociais livres fundamentados na filosofia thel√™mica, atrav√©s do fornecimento de aux√≠lio m√ļtuo como informa√ß√£o, aconselhamento, aux√≠lio ritual√≠stico e inici√°tico, companheirismo e irmandade. Com isso, a O.T.O. estabelece como um de seus principais objetivos a luta pela Liberdade do Ser Humano, de modo que cada um possa atingir a plena realiza√ß√£o de seu m√°ximo potencial.

Esta uni√£o de pessoas se d√° atrav√©s de grupos chamados Corpos Locais, espalhados por v√°rias cidades ao redor do mundo. H√° tr√™s tipos deles, por ordem de complexidade administrativa e responsabilidades: Acampamentos, O√°sis e Lojas. A maioria dos membros da Ordem participa diretamente de um ou mais Corpos Locais. A maior parte deles oferece instru√ß√Ķes, pr√°ticas ritual√≠sticas coletivas e atividades culturais, art√≠sticas e sociais. Os membros s√£o estimulados a manter estudos e pr√°ticas em temas t√£o variados como Magick, Cabala, Tar√ī ou outros temas que lhes sejam interessantes individualmente ou em grupo. Muitos Corpos Locais tamb√©m mant√™m atividades virtuais como sites, blogs, listas de e‚Äďmail ou comunidades em sites de relacionamento. √Č tamb√©m comum que publiquem jornais ou revistas com artigos pr√≥prios, tradu√ß√Ķes ou not√≠cias.

Membros que residam em localidades que n√£o disponham de um Corpo Local s√£o aconselhados a manter frequente contato com seus irm√£os e irm√£s por meios eletr√īnicos ou tradicionais para atualiza√ß√£o de seus estudos, troca de informa√ß√Ķes sobre pr√°ticas etc., bem como a estarem presentes sempre que poss√≠vel aos principais ritos do Corpo Local mais pr√≥ximo.

A Ordo Templi Orientis √© uma organiza√ß√£o independente, sem v√≠nculos com qualquer outro grupo de car√°ter religioso, pol√≠tico, inci√°tico, m√≠stico ou de quaisquer outras orienta√ß√Ķes. N√£o reconhecemos equival√™ncia de Graus Inici√°ticos com nenhuma organiza√ß√£o ou prestamos obedi√™ncia a qualquer outro grupo. A pol√≠tica operacional da O.T.O. √© a de respeito ao trabalho de qualquer outra organiza√ß√£o e n√£o intromiss√£o em seus assuntos, postura da qual se espera reciprocidade.